BLOG

O melhor conteúdo de
inteligência de mercado

5 problemas que podem afetar o seu estoque no varejo

O estoque é um dos setores-chave no varejo. Se bem administrado, ele garante a disponibilidade dos produtos no ponto de venda. Ao mesmo tempo, ele não pode ter mercadoria em excesso de demanda ou sem giro.

Além de causar prejuízos com a perda de vendas, a falta de estoque (ou ruptura) também traz problemas com a quebra de fidelidade do cliente com a marca e com a loja.

Por esse motivo, as empresas do setor varejista precisam oferecer o suporte necessário para que as equipes de trade marketing tenham pleno controle dos estoques no PDV e nos distribuidores que fazem o abastecimento.

 

O que pode atrapalhar o estoque no varejo?

São inúmeros os problemas que podem comprometer as vendas devido a uma gestão ineficiente do estoque no varejo. Aqui vamos mostrar para você cinco deles. Confira:

 

  • Não fazer inventário dos produtos

 

Ao fazer o inventário de maneira periódica, a equipe saberá quais produtos têm saída mais frequente – e exigem maior atenção na reposição – e os que apresentam menos giro. O controle do estoque vai reduzir os riscos de ruptura e de excesso de mercadorias.

 

  • Apresentar falhas na segurança

 

Não é apenas uma gestão de estoque ineficiente que causa problemas no varejo. Uma alta incidência de furtos por parte dos consumidores e funcionários pode comprometer a chegada dos produtos às gôndolas, gerando rupturas.

Nesse caso, é importante a instalação de câmeras de segurança, de profissionais especializados no monitoramento e de campanhas de conscientização.

 

  • Cadastrar os produtos incorretamente

 

Registrar com atenção a entrada e saída dos produtos é uma forma de evitar problemas na hora de localizá-los no estoque.

Para que esse processo seja feito de maneira correta, é importante observar com cuidado o código de barras ou EAN (European Article Number) das mercadorias.

O registro correto dessa informação na chegada do produto ao estoque e na saída – ou seja, ao ser registrado pelos operadores de caixa – permitirá que as equipes de trade marketing e vendas passem a ter um controle mais eficaz dos estoques, evitando excesso de mercadorias ou rupturas.

 

  • Errar na hora de armazenar os produtos

 

Cada mercadoria possui suas particularidades de armazenagem. Uma temperatura muito acima ou muito abaixo do permitido pode estragar o produto, encurtando sua vida útil e tornando-o impossibilitado para venda.

Essa má conservação causa grandes prejuízos ao faturamento do varejo e gera insatisfação no cliente, que não encontra na prateleira o produto que deseja devido a problemas internos da loja.

 

  • Falta de automatização

 

Anotar dados no papel é coisa do passado. Ter um sistema para controle de estoque é algo obrigatório. Além de ser mais seguro, o uso de plataformas especializadas dá um panorama mais completo e rápido da performance dos produtos no varejo.

Além disso, a digitalização permite que mais equipes acessem os dados simultaneamente, aumentando a integração de todos os setores envolvidos e otimizando a tomada de decisões.

Com a redução desses problemas, com certeza, haverá um controle maior do estoque, fazendo com que os produtos girem de forma adequada, atendam à demanda de cada loja e garanta boas vendas para o varejista.

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas! Aproveite para deixar suas dúvidas e sugestões aqui nos comentários! Até breve!

Vem com a gente