BLOG

O melhor conteúdo de
inteligência de mercado

3 formas que a ruptura em supermercado pode prejudicar suas vendas

A ruptura em supermercado pode ser bastante prejudicial para todos os envolvidos na cadeia de distribuição. Quando o cliente não encontra o produto que está procurando, o varejo pode perder aquela venda assim como a indústria que fabricou aquele item.

Um dos problemas mais graves que as vendas dos seus produtos podem sofrer são quedas sem motivo aparente. Tal problema pode até ser interpretado como um item sem venda, mas essa falta não é motivada pelo desinteresse do público no produto e sim pela ruptura.

É essencial para empresas de qualquer segmento ter um controle a respeito da disponibilidade dos seus produtos no varejo. Essa é a melhor maneira de detectar tendências positivas e negativas a respeito das suas vendas e se antecipar no caso de problemas.

Veja a seguir as 3 principais formas que a ruptura em supermercado pode prejudicar as suas vendas:

1. Diminui as suas vendas

A consequência direta de não ter o seu produto na gôndola é que o seu cliente não vai conseguir comprá-lo. Como o seu objetivo é sempre o de vender cada vez mais, não é nada produtivo ter os seus negócios prejudicados por problemas como esse.

Apesar de todos os esforços da cadeia de distribuição terem sido empregados pela empresa, algo fez com que o produto não chegasse ao varejo ou à prateleira. É necessário verificar os motivos para que isso não ocorra mais entendendo sempre que as responsabilidades são compartilhadas entre varejo e indústria, assim como os impactos da ruptura.

É importante ressaltar que, apesar de a ruptura fazer com que o cliente não encontre o produto na gôndola, nem todo caso de indisponibilidade se configura em gôndola não abastecida. Uma visão de causais e a inteligência aliada aos dados são importantes para garantir sua compreensão e condução de ações corretivas.

2. Faz o cliente mudar de produto

Em um caso de ruptura em supermercado, o seu cliente em potencial não vai conseguir comprar o produto que está procurando. Na pior das hipóteses, ele vai embora sem levar nada. No entanto, ainda há a possibilidade de mudar de marca ou optar por outra versão do seu produto que ele desejava.

Segundo dados da ACCERA, quase 12% dos clientes escolhem outra versão do mesmo produto, possivelmente gastando menos do que planejavam. No entanto, outra possibilidade mais grave é a de quase 32%: preferem comprar outro produto de uma marca diferente.

Mesmo quando o varejo não perde aquela venda, a sua empresa pode perder um cliente não apenas nessa compra, mas também nas próximas.

3. Gera dados pouco confiáveis

A indústria precisa sempre se basear em dados que correspondem com a realidade para detectar tendências de negócios e traçar estratégias eficazes. No entanto, se a natureza dessas informações vem de uma ideia incorreta, todas as conclusões ficam comprometidas.

Um volume baixo de vendas em determinada região pode significar pouco interesse desse local em determinado produto? Nem sempre. Afinal, um problema de ruptura em supermercado pode causar o mesmo resultado e gerar um diagnóstico impreciso.

A sua empresa corre o risco de tirar conclusões erradas a partir desse cenário se não tiver o devido cuidado. É necessário assegurar a disponibilidade dos seus produtos para que seja possível monitorar as vendas deles da maneira correta.

As consequências de um problema de ruptura em supermercado mostram como é importante ter acesso a indicadores precisos da disponibilidade e causais da indisponibilidade dos seus produtos nos varejos. Sem isso, você estará trabalhando no escuro e prejudicando cada vez mais os seus resultados por não se basear em dados concretos para desenvolver suas estratégias.

Vem com a gente